Sábado, 07 de Março de 2009

 

AS UNHAS PODEM INDICAR PROBLEMAS DE SAÚDE

Caro(a) Leitor(a),

Muitas vezes, não damos a atenção que deveríamos dar às nossas unhas, e nem mesmo nos lembramos de que elas podem indicar problemas de saúde.

Por isso, trouxe um artigo escrito pela Médica Dermatologista Denise Steiner que traz os principais problemas de saúde que são manifestados nas unhas.
Esse artigo foi escrito publicado na Revista Cosmetics & Toiletries (vol. 19, jul-ago 2007).
Vale a pena conferir!

As Unhas Podem Indicar Problemas de Saúde
Por Denise Steiner – Médica Dermatologista

As unhas são anexos cutâneos e são formadas por diferenciação de alguns segmentos da pele. Possuem muita queratina e estão envolvidas no processo de proteção do organismo em relação ao meio externo.

As unhas, mais até do que a própria cútis, são termômetros do que está ocorrendo no organismo humano. Um exame atento a estas estruturas pode auxiliar em diagnósticos difíceis, bem como permitir um tratamento precoce de doenças internas, dizem os especialistas em dermatologia. Isto ocorre porque estas estruturas crescem continuamente e recebem estímulos hormonais diversos ou até mesmo alterações nutricionais – a unha pode interromper seu crescimento ou apresentar alterações de estrutura.

Portanto, podem mostrar, em primeira mão, as alterações invisíveis por outros sintomas. É interessante encarar as informações descritas nos blocos no final deste texto como marcadores internos que sinalizam, de forma precoce, problemas que podem ser melhor diagnosticados e tratados.

A unha normal é transparente, lisa, suave, permanecendo colada ao seu leito e apresentando crescimento contínuo adulto.
A unha das mãos demora, em médias, de 5 a 6 meses para crescer da base até a ponta, e as dos pés, de 8 a 12 meses. É bom lembrar que existem variações individuais, relacionadas à raça, idade, ambiente, ocupação, etc. Diversas alterações na cor, aparência, superfície e crescimento podem significar problemas internos.

Doenças

• Anemia: Unhas quebradiças, secas, opacas, sulcos transversais (vários), coiloniguia (formato côncavo da unha), onicólise (descolamento distal).

• Doenças cardíacas: Unhas curvadas para baixo, alargadas, coloração arroxeada e pontos arroxeados.

• Doenças renais: Engrossamento das unhas, coloração amarelada ou cinzenta, linhas transversais esbranquiçadas, unha metade marrom, metade clara.

• Doenças no fígado: Unhas de Terry – ocorre na cirrose – cor esbranquiçada na parte proximal e coloração normal na parte distal, unha pálida amarelada, arredondamento e aumento da unha.

• Doneças gastrointestinais: Pontos hemorrágicos, unhas doloridas, frágeis e que se deslocam da parte distal ou descamam.

• Diabete: Unhas avermelhadas e com vasos na pele, engrossamento das unhas, micose mais freqüente e engrossamento e endurecimento das pontas dos dedos.

• Hipertireoidismo: Afinamento e enfraquecimento das unhas, descolamento da parte distal das unhas, abaulamento.

• Hipotireoidismo: Unhas opacas, engr ossamento.
• Lúpus eritematoso: Hemorragia da cutícula, machas brascas na unha, depressão puntiformes e descolamento da parte distal da unha.

• Reumatismo: Unhas amareladas, sulcos transversais, lúnula avermelhada e engrossamento sob a unha.

• Leucemia: Unha quebradiça, hiperqueratose (engrossamento) ou perda total da unha.

• Aids: Infecção das unhas por fungos e cândida, vírus e herpes e sarcoma de Kaposi (tumor vascular).


Deficiências Nutricionais

Vitamina A: Unha com aspecto de casca de ovo, esbranquiçada e quebradiça.

Vitamina B12: Linhas longitudinais escurecidas, cor azul enegrecida.

Vitamina C: Hemorragia subunguenal, pontos avermelhados no leito unguenal.

Zinco: Coloração acinzentada, cutícula seca e engrossada, descamação intensa ao redor das unhas, linhas transversais bem acentuadas.

Nicotinamida B3 (pelagra – doença de alcoólatra): Linhas transversais esbranquiçadas, ausência de brilho e descolamento da parte distal da unha.

Drogas:

Minociclina: Cor azulada nas unhas.

Tetraciclina: Cor marrom e descolamento distal.

Anticonvulsivantes: Diminuição do tamanho das unhas.

Antidepressivo: Unhas com manchas brancas.

Retinóides: Afinamento das unhas, leuconiguia (pontos brancos).


Fonte: Cosmetics & Toiletries, vol. 19, jul-ago 2007.

Maria de Lourdes Vertuan
Farmacêutica-Bioquímica com Qualificação em Cosmetologia
Diretora da La Vertuan Cosméticos
Fone: (47) 3438-7449
lavertuan@lavertuan.com.br
www.lavertuan.com.br

Site Médico



publicado por Colegio Eficaz às 13:41
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30
31


arquivos
2011

2010

2009

links
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO